Para você que viu como usar o teste Chi Quadrado de Pearson na semana passada e ficou se perguntando como é que eu faço o teste Chi Quadrado no Excel, este post é para você.

Como sempre reforço, o Excel não é a principal ferramenta computacional usada pelos estatísticos. Nós preferimos o R, Python e outras linguagens de programação com maior potencial de desenvolvimento do que o Excel. Porém, para o usuário que não estuda, mas apenas utiliza as ferramentas estatística, o Excel pode ser bem útil. Portanto, vamos lá!

NOTA: Se você quer aprender sobre o teste e como interpretar, recomendamos antes a leitura do post Teste Chi Quadrado de Pearson e tabelas de contingência, e daí depois partir para a aplicação no Excel.

Planilhas auxiliares

Para realizar o seu teste Chi Quadrado de Pearson no Excel vamos disponibilizar duas planilhas que irão lhe auxiliar a calcular se há relação entre duas variáveis categóricas ou não. Como há várias versões de Excel, disponibilizamos um arquivo em .XLS e outro em .XLSX para que você possa usar até mesmo naquele Excel velho que tem mais de 10 anos, rs.

Abaixo segue um exemplo do que você irá baixar. Eu utilizo o Excel 2016 para MAC OSX, então se você usar o Windows pode ser que tenha uma diferença de visual, mas as funções são as mesmas.

Planilha auxiliar preenchida com os dados do exemplo de canhotos e destros distribuídos por sexo.

Excel Chi Quadrado Pearson

Baixadas as planilhas acima, vamos ver como usá-las e como realizar o teste de hipótese.

Teste Chi Quadrado de Pearson no Excel

Como você pode ver na figura acima e nas planilhas baixadas, temos duas tabelas e um espaço para os nossos resultados. A única coisa que você precisa fazer é inserir os seus dados na primeira tabela (que vem em branco no download). Só isso! O resto a planilha faz para você.

Resumindo, temos:

  • Tabela 1: espaço para você inserir os seus dados.
  • Tabela 2: gerada automaticamente, não precisa se preocupar com ela. Serve para fazer o cálculo do p-valor.
  • Resultados: Espaço para a estatística Chi Quadrado resultante, p-valor e nível de significância (deixado em 0,05) para verificar se podemos rejeitar a hipótese de independência ou não. O nível de significância pode ser ajustado conforme sua necessidade.

E para tabelas acima de 2×2?

Note que esta planilha serve apenas para tabelas 2×2, porém o teste serve para qualquer tabela n por m, para n,m inteiros. Por exemplo, uma tabela 4×2, 5×3, etc.

Neste caso, só adicionar uma coluna na planilha auxiliar não irá funcionar. Se você tem uma familiaridade com o Excel verá que pode replicar o que foi feito na tabela 2×2 para uma tabela MxN no sentido que terá que gerar uma tabela de valores esperados e depois utilizar a função CHITEST. Para auxiliar, temos os seguintes passos que você pode seguir.

1. Insira sua tabela no Excel

Insira sua tabela maior que 2×2 no Excel, como na figura abaixo. Neste exemplo, estamos utilizando uma 2×4, com 4 colunas e 2 linhas.

excel2

2. Calcule as frequências marginais

Basta somar todas as frequências de linhas, colunas e total, como na figura abaixo. Nas células estão um exemplo da função SUM (ou soma, em português).

excel3

3. Crie o espaço para a tabela esperada

Esta tabela esperada será utilizada para calcular o p-valor do teste. No nosso exemplo, como a tabela inserida foi de tamanho 2×4, reservamos um espaço também de tamanho 2×4.

excel4

4. Calcule o valor esperado para cada célula

O valor esperado E é dado pela multiplicação das marginais de linhas e colunas dividido pelo total. Ou seja,


E = (Total linha) x (Total coluna) / Total

Isso deve ser feito para cada célula com seu respectivo total marginal, como na figura abaixo realçando o que deve ser multiplicado e o que deve ser dividido.

excel5

5. Calcule o p-valor (aleluia!)

Depois de construídas as tabelas é só usar a função CHITEST que ela calcula o p-valor automaticamente.

excel6

Neste exemplo, o p-valor encontrado foi de 0,3803 indicando que a hipótese de independência não pode ser rejeitada.

Se este post lhe foi útil, recomende para algum coleguinha ou deixe seu like. Se ainda assim tiver dúvidas, pergunte aqui nos comentários.

Como fazer teste Chi Quadrado de Pearson no Excel
Classificado como:                

5 ideias sobre “Como fazer teste Chi Quadrado de Pearson no Excel

  • março 10, 2017 em 3:39 pm
    Permalink

    Oi! Achei um erro na planilha que vcs disponibilizaram. Na linha C24, a fórmula está =SE(C20<C22;"Significativo. As variáveis possuem relação";"Não significativo. As variáveis são independentes!"). Mas acho que o correto é C21<C22, vcs podem conferir? Muito obrigada por esse post!

    Resposta
    • março 10, 2017 em 3:46 pm
      Permalink

      Oi, Janice. Muito obrigado pela observação! A planilha já foi consertada. Sua sugestão estava correta 🙂

      Resposta
  • outubro 5, 2017 em 3:03 pm
    Permalink

    Gente, vcs me salvaram, estava com muita dificuldade pra conseguir fazer o cálculo estatístico dos dados para o meu TCC. Muito obrigada!!!

    Resposta
  • outubro 11, 2017 em 1:20 am
    Permalink

    Boa noite Gabriel, gostei muito da forma com que você explica conceitos básicos de estatísticas. Fiz uma citação em um artigo meu no Linkedin. Muito obrigada!

    Resposta
    • outubro 28, 2017 em 7:23 am
      Permalink

      Que bacana. Deixa o link aqui para vermos 🙂

      Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *